Festa de Criança Pobre

on segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Costuma ser a mais animada, a mais desastrosa e a mais cafona, normalmente não é tão chata quanto festa de rico, mas a festa chega a ser tão ruim e tão cafona, que em determinado ponto é uma tortura ter que esperar os "parabéns". Insuportável! Mas o bom é quando a polícia chega! haha! Aí a festa fica boa! Barracos e revelações de família!

Nessa mesma festa de aniversário de pobre, existem as seguintes subcategorias:

Músicas
Normalmente são as escolhidas pelos pais da criança, raramente é o que a criança gosta, então se, por exemplo, a mãe (a coordenadora da festa) gostar de Bruno e Marrone, vai ter Bruno e Marrone tocando a festa toda. Tem festas que são tão sem graça e idiotas, que chegam a ligar a rádio FM, e deixar tocando.

Também nessa idade, as crianças ainda não sabem o que gostam, mas pode garantir uma coisa, festa de aniversário de menino pobre, não vai ter músicas ridículas como RBD, Xuxa, Angélica entre outras porcarias, primeiro que pobre gosta é de Funk, segundo que os pais deles não iriam gastar seu miserável salário em CD'S do RBD, Xuxa e o diabo a quatro, mas agora, se tocar essas coisas no aniversário, mate-se, pois tu é azarado pra cacete! E como pobre, além de pobre, é azarado... precisa comentar mais alguma coisa? Prepare-se para mexer "a cintura com o Tchutchucãããão!"

Convidados

Em qualquer festa que você vá sempre encontrará esse tipo de convidado. São aqueles que chegam ao aniversariante cantando aquela clássica musiquinha:

Parabéns pra você

Eu só vim pra comer

O presente que é bom

Esqueci de trazer! (na verdade não tinham dinheiro para comprar um presente)



Tirando os penetras que aparecem lá só para comer, tem as Tias, tios, vizinhos, amigo dos vizinhos, primos, e todo esquadrão de pirralhos crianças do bairro todo, os convidados são tantos, que o aniversariante mal conhece alguns deles.

A Frota de pirralhos, são a maioria, os pais deles, alguns sabem do tédio que vão passar, e deixam os filhos na festa e se mandam embora (isso se um dos pais não entrarem na festa apenas pra colocar salgadinhos no bolso e rapar fora).

Brincadeiras e CIA

Se você for uma criança, basta ter crianças para passar o tempo. Agora se você for um jovem ou um velho, caso não der para ficar em casa, contente-se em sentar-se em uma cadeira, e ficar olhando no relógio esperando o tempo passar, nem tente assistir televisão, o volume do rádio não irá permitir isso, e o aniversariante, se for chato, é bem capaz de mudar o canal, só pra lhe encher o saco.

Se você for um jovem e notar que os pirralhos estão jogando bola, é a sua oportunidade para passar o tempo, afinal, jogo de bola é para todas as idades, mas vale lembrar, que se o moleque quebrar alguma coisa, você provavelmente vai ter que se explicar muito mais do que ele.

Outro motivo para não ir em festa de Pobre. Se enfiarem a cabeça do aniversáriante no bolo, você terá que se contentar com isso!

Salgados, quitutes & CIA!

Em festa de aniversário de criança pobre, você encontra aquelas coxinhas moles e geladas, com a gordura escorrendo pelos seus dedos, também pode encontrar aquele brigadeiro feito de achocolatado xaropinho, o achocolataaaado dooo raaatiiinho! (putz, existe isso ainda?), mas a maioria é de Nescau mesmo. Os brigadeiros até que não são ruins, mas é bem provável que a criança no momento da preparação do brigadeiro, deve ter lambido toda a colher e ter mexido o chocolate ao mesmo tempo, mas quem está no inferno abraça o capeta.

As bebidas são refrigerantes, mas é bom você preparar 3 copos de Coca-Cola de uma vez, porque os refrigerantes mais populares e mais caros, são os primeiros a serem consumidos, e os que sobram, são do tipo, Guaraná Jesus ou Dolly entre outros. (Isso se não fizerem aqueles kissucos para 2 litros, que, além de colocar meio saquinho, coloca 5 litros de água pra render mais).


 A sutil diferença entre bolo de pobre e de rico


O Bolo, se não for comprado na padaria mais próxima, não tem nenhum recheio interessante, mas o pior é quando aquele tiozinho entediado, ou um moleque rebelde resolve enfiar a cabeça do aniversariante no bolo, ai acaba o bolo, ninguém vai comer aquilo mesmo, a não ser os pais do aniversariante ou ele mesma.

Mas festa de criança pobre é bem mais divertida, numa de rico você não vê alucinantes guerras em busca do docinho perdido, nem uma mãe linxando o filho porque derramou o refrigerante no chão.
Mas, por via das duvidas, eu não vou pra nenhum dos 2 tipos de festa, festa de criança é chata de qualquer jeito.

Postar um comentário